Escolha uma Página

Adubação Orgânica e Fertilidade

Composto orgânico é matéria orgânica transformada em húmus. Age como fertilizante e melhora a estrutura do solo, sendo considerada a melhor forma de adubação orgânica para qualquer cultura.

Um terra viva e fértil produz plantas sadias que são muitas vezes imunes a pragas e doenças. Produz alimentos  puros e equilibrados. A agricultura que respeita o equilíbrio da natureza forma com a terra uma parceria harmônica.

Para uma terra viva e fértil uma só medida isolada não gera nenhum resultado, é necessário um conjunto de medidas para melhorar a estrutura do solo. O solo precisa estar poroso, permeável, com pH equilibrado, rico em matéria orgânica. Além disso, precisa de teor de umidade adequado para as plantas.

Foto de um composto para adubação orgânica

Correção Antes da Adubação Orgânica

Antes de aplicar qualquer adubo orgânico no solo, verifique a necessidade de corrigir a acidez e o teor de fósforo. A acidez impede a absorção da maioria dos nutrientes pelas plantas. O fósforo é um macronutriente pouco presente nos solos brasileiros e fundamental para o desenvolvimento da planta nas primeiras semanas de vida.

A correção da acidez é feita com uma calagem que é a aplicação de calcário. A calagem aumenta as quantidades disponíveis de cálcio e magnésio e diminui as quantidades de hidrogênio, alumínio e manganês. Esses metais, em determinadas dosagens, são tóxicos para as plantas.

Diminuir a acidez significa aumentar o pH do solo. Os solos brasileiros são ácidos, em sua maioria. Uma das causas da acidez é o desmatamento e a destruição da cobertura vegetal. O desmatamento por sua vez provoca a erosão e a lavagem do terreno pela água da chuva que remove o cálcio e o magnésio do solo. Outro fator que contribui para a acidez de nossos solos é a aplicação de fertilizantes químicos como o sulfato de amônio.

O calcário dolomítico (além de cálcio, contém magnésio) deve ser aplicado na quantidade certa. A dosagem pode ser medida pela análise do solo. Com o resultado da análise, o agrônomo vai indicar a quantidade de calcário que deve ser aplicada em uma determinada área. Isso é feito de acordo com as espécies a serem cultivadas. Uma receita geral para solos brasileiros é no máximo 200 quilos de calcário por cada 1.000 metros quadrados ou duas toneladas para cada hectare.

Composto para adubação orgânica

Compostos Para Adubação Orgânica

Uma outra maneira de aumentar o pH do solo é o uso constante de compostos orgânicos. Eles regeneram o solo, química e fisicamente, melhorando sua estrutura.

Em grandes áreas o calcário é incorporado ao solo na aração e deve ser feita pelo menos dois meses antes do plantio. Isso é feito quando já está chovendo pois sem água não fará o efeito esperado que é a precipitação dos metais pesados.

Caso o solo precise de uma quantidade maior de fósforo, indicada pela análise, use os chamados adubos fosfatados insolúveis, de origem mineral, como o chamado pó de rocha. Esses adubos são bem mais baratos e tem um efeito inverso dos adubos químicos. Eles não são aproveitados pelas plantas logo no início mas quando o solo tem quantidade suficiente de matéria orgânica. Então os fosfatos naturais começam a ser absorvidos, lentamente, não sendo adequados para hortas comerciais por seu efeito de longo prazo. Esses adubos simulam os solos vulcânicos, como a região do café na Colômbia, conhecida por sua fertilidade natural.

Horta adubada com composto

Micronutrientes

Micronutrientes são fundamentais para uma boa fertilidade do solo. Como o nome diz, esses elementos, em quantidades mínimas, são indispensáveis para o crescimento saudável das plantas. Alimentos produzidos apenas com macronutrientes químicos, como é o caso do NPK, não tem gosto, nem sabor. Estudos feitos em fósseis de animais indicam a presença de até 50 elementos nutrientes que foram reduzidos para  5 nos dias de hoje.

Portando a necessidade de adubação orgânica feita com composto, esterco e adubação verde é fundamental para a produção de alimentos saudáveis e ricos em nutrientes. Por outro lado, pesquisas indicam que a aplicação excessiva de macronutrientes como o nitrogênio, inibe a assimilação do cobre e contribui para a formação dos tumores cancerígenos. O excesso de fósforo inibe a assimilação do zinco que causa problemas na próstata. Concluindo, excesso de potássio inibe a assimilação do manganês provocando problemas de musculatura, câimbras e reumatismos.

Remexa o solo da floresta, a camada escura por baixo das folhas é o húmus, melhor adubo produzido pela natureza para as plantas. Empilhe seus restos vegetais à sombra, molhe de vez em quando e espere o tempo certo. A natureza irá produzir seu próprio adubo, incomparavelmente mais saudável que todos os outros.

Translate »
error: Não copie, compartilhe !!!

Pin It on Pinterest

Share This