Escolha uma Página

A Arte do Ikebana

As flores vivas do Ikebana, arte milenar oriental ou oferta religiosa que normalmente é composta e disposta em altares. Faz parte do conceito de arte, um dos pilares da Igreja Messiânica Mundial, com templos em vários países, inclusive no Brasil.

Na sua montagem, que obedece a determinadas regras, são usados galhos secos e folhas de várias plantas que fazem um tipo de moldura para as flores. Na índia ancestral, era usada como oferenda para Buda. O Japão desenvolveu várias escolas e foi responsável por sua propagação através do mundo. Entre os vários estilos estão o Sogetsu, Ohara, Ikenobo e Sanguetsu, esse último uma criação de Mokiti Okada, o Mestre da Messiânica.

Ikebana flores vivas

Símbolos da Beleza

O Ikebana Sanguetsu simboliza o belo, um dos três pilares da filosofia de Meishu Sama, como também é chamado Mokiti Okada. Esse líder religioso, pregava a verdade, o bem e o belo como formas de se construir o paraíso na terra.

Meishu Sama publicou vários livros, entre eles Os Novos Tempos, Alicerce do Paraíso e A Outra Face da Doença, onde escreve sobre inúmeros temas ligados a práticas de saúde integral. O projeto do Mestre Meishu Sama tem muito haver com a temática da sustentabilidade, sendo um dos pensadores pioneiros nas questões ligas à natureza e referência de qualidade inquestionável.

Meishu Sama

Pioneirismo Orgânico

A Igreja Messiânica Mundial do Brasil é também pioneira em pesquisas na área dos orgânicos. Produz e distribui vários produtos através de seu selo Korin. Entre os produtos de suas pesquisas, vários compostos naturais para plantas como o EM (Micro Organismos Efetivos), um líquido com cultura de micro organismos para ser misturado com a água para adubação natural. O EM acelera a decomposição da matéria orgânica disponível no solo. A Korin tem várias lojas espalhadas pelo país, atualmente é também uma franquia que escoa a produção de suas fazendas orgânicas.

O arranjo floral é considerado uma arte tão nobre quanto qualquer outra, sendo comparada à escultura. É um tipo de terapia meditativa. Os praticantes ficam em silêncio enquanto fazem a composição para ser ofertada em um altar.

Para montagem do Ikebana são usadas plantas específicas, que normalmente tem uma maior durabilidade. Além disso, são cortadas dentro da água, da maneira correta para que vivam mais tempo no arranjo.

Hanadome

Os galhos, folhas e flores são montados em uma placa circular de metal com saliências como pregos, chamado hanadome (foto). Do hanadome partem todos os elementos do ikebana. Geralmente essa peça fica dentro de um vaso com água, o que porporciona uma maior durabilidade para as plantas usadas na montagem do arranjo floral. O hanadome é pesado e pode sustentar galhos e talos diversos, independente da inclinação proposta na composição.

Hanadome

Outra característica dessa arte floral são os vasos com formatos alternativos. Na verdade, qualquer vaso que caiba o hanadome pode ser usado para composição. Assim, são usados vasos com os mais diversos formatos, o que caracteriza ainda mais essa arte floral. Os japoneses acreditam que ajuda na harmonização do ambiente, por isso muitas famílias praticam os arranjos florais.

Translate »