Escolha uma Página

Prana e Campo Energético Humano

Pesquisas científicas recentes confirmam as visões dos místicos orientais antigos acerca do campo energético humano. Seja através de orações ou práticas meditativas, a ampliação da consciência abre a percepção sensorial elevada. Com essa ampliação, o  ser humano pode perceber seus campos energéticos e também dos outros seres vivos.
O prana, energia básica de toda a vida é citado nas tradições espirituais indianas há milênios. Os iogues, com exercícios respiratórios, físicos e meditação já buscavam estados alterados de consciência. Para uma vida mais longa e saudável através da manipulação do prana.

Prana Energia Vital

Os chineses antigos descobriram a existência dessa energia vital que deram o nome de Chi, componente de toda matéria animada e inanimada. O Chi é constituído de dois pólos, o yin e o yang. Esses pólos, quando equilibrados, proporcionam saúde física para o ser humano.

A cabala judaica, quase 600 anos antes de Cristo cita essas energias como luz astral. O cristianismo mostra essa energia em forma de campos luminosos em volta da cabeça e corpo dos santos. Fato citado em todo o antigo testamento e também nas pinturas medievais e renascentistas. Leia mais sobre energia vital em nossa matéria Reiki.

Confirmação

Muitas culturas descreveram o campo energético humano muito antes dos cientistas começarem a identificá-lo com a ajuda dos aparelhos da ciência moderna. Entre essas culturas, estão os nativos das Américas, textos védicos hindus, budistas tibetanos, indianos e mais recentemente, rosa-cruzes e teosofistas. Os pitagóricos, 500 anos antes de Cristo defendiam que a luz da energia universal produzia a cura de doenças.

Prana fractal

Além das culturas antigas, muitas mentes científicas ocidentais defenderam e defendem a teoria da energia universal que envolve toda a natureza. Wilhelm Reich, psiquiatra, amigo de Freud, no início do século passado pesquisou a energia universal, dando-lhe o nome de orgone. Chegou a desenvolver aparelhos sofisticados para medição e manipulação dessa energia vital. Estudou a relação entre o fluxo de orgone no corpo humano e as doenças mentais e psicológicas.

Frequências

Descobriu-se também, no século passado que cada cor dessa energia universal e vital, está em uma freqüência diferente, em ordem inversa às cores do arco-íris. As pesquisas da Dra. Valorie Hunt a levaram a concluir que as cores dos Chakras medidas em diferentes freqüências. Essas pesquisas confirmaram as cores indicadas na literatura metafísica antiga. Descobriu-se que a atividade do chakra do coração interfere na atividade dos outros chakras, por ser o mais ativo.

Nos campos de energia da aura, cores, movimentos e formas se relacionam. Experimente deitar-se de costas na grama em um local tranqüilo, onde possa ver o céu azul. Fixe o olho no azul e aguarde até começar a visualizar o prana na forma de pequenas bolas de energia se deslocando pelo infinito, formando ondas na retina.

Prana Vital

Fixando o olho em qualquer objeto à luz do dia, depois de algum tempo um espectro luminoso da forma do objeto se desloca para além dele, normalmente em uma cor mais clara.

Prana e Manifestação da Energia Universal

O campo da energia humana é uma manifestação da energia universal, envolvida com a vida. É um campo luminoso que vai além do corpo físico e é chamado de aura. Emite uma radiação característica própria. A aura é dividida em várias camadas, chamadas de corpos sutis. Esses corpos são compostos de substâncias mais finas e vibrações mais altas à medida que se distanciam do corpo físico.

Essas camadas da aura humana são definidas pela cor, localização, brilho, forma, densidade, fluidez e função, em número de sete. Cada uma delas está associada a um chakra. Começando pela camada mais densa, associada ao chakra da base, subindo até o chakra coronário, ligado à camada mais sutil e afastada do corpo físico.

Translate »
error: Não copie, compartilhe !!!

Pin It on Pinterest

Share This